menu
 
 

REN

Comunicados Comunicados
Comunicados

Media

‹ VOLTAR

Projeto para valorização ambiental de Braga distinguido em prémio nacional de inovação social

 

O projeto "Encosta do Sol", desenvolvido pela Bonus Itineris - Cooperativa de Qualificação Turística e Ambiental, do concelho de Braga, foi distinguido com o segundo lugar na quinta edição do Prémio AGIR da REN, este ano dedicado ao tema da preservação do património natural. 

A Bonus Iteneris pretende estabelecer uma ligação ecológica, em contexto natural, entre a cidade de Braga e a Serra do Carvalho, através de uma cintura verde, entre a cidade e os montes - Monte de Vasconcelos e Monte Pedroso - valorizando os seus contributos em termos ambientais, patrimoniais e paisagístico.

A iniciativa tem como objetivo melhorar a acessibilidade entre o meio urbano e o meio natural, a pé ou de bicicleta. Com a implementação do projeto prevê-se que a conexão seja realizada em poucos minutos, num ambiente valorizado, através de um circuito regularizado, num percurso terrestre e através da disponibilização de informação interpretativa de caráter ambiental, paisagística, histórica e cultural. Estas estruturas deverão viabilizar um maior fluxo de pessoas nesta área da cidade e permitirão, por exemplo, a observação de aves e a observação de estrelas, configurando-se como um importante local para a educação ambiental a nível escolar.

O projeto "Encosta do Sol", será implementado sob a orientação do Promotor, a Bonus Itineris, através de uma sólida rede de parcerias que inclui a casa da Ciência de Braga, a comunidade escolar, organizações ambientais e desportivas. Para assegurar a eficácia da implementação foram ainda estabelecidas parcerias institucionais com a Câmara Municipal de Braga, a Junta de Freguesia de Gualtar, a Associação Juvenil de Gualtar e a Casa da Ciência de Braga.

Nuno Alpoim Presidente da Direção da Bonus Itineris - Cooperativa de Qualificação Turística e Territorial, diz que este prémio reconhece a "importância deste projeto e dos seus  impactos diretos na região, nos quais se destacam a salvaguarda de um percurso não motorizado entre a cidade e as zonas verdes, evitando-se por exemplo a construção de estradas" e acrescenta que este prémio "reconhece ainda o alcance nacional do "Encosta do Sol" e reforça a sua elevada capacidade de ser replicado nas áreas limítrofes das médias e grandes cidades do país."

Nesta 5ª edição do Prémio AGIR foram também distinguidos mais dois projetos para defesa do património natural: o projeto "Gado Sapador", desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Gardunha 21, no Fundão e o projeto "Guardiãs do Mar" de responsabilidade da Ocean Alive - Cooperativa para a educação criativa marinha, de Setúbal e Tróia.

No próximo ano, a REN promove a sexta edição do Prémio AGIR, que terá como tema o "Combate ao abandono escolar e promoção do sucesso escolar".

 

Sobre o Prémio Agir:

O Prémio AGIR enquadra-se na política de envolvimento com a Comunidade e Inovação Social da REN. Anualmente, o Prémio AGIR seleciona uma área de intervenção social e distingue três projetos. As últimas edições foram dedicadas aos temas ‘Inserção Laboral de Pessoas com Deficiência' (2017); ‘Combate à Pobreza e Exclusão Social´ (2016); ´Envelhecimento Ativo´ (2015) e ´Criação de Emprego´ (2014). 

A seleção dos três melhores projetos é da responsabilidade da REN, em parceria com a STONE SOUP, que acompanha e monitoriza a utilização dos fundos doados a cada projeto apoiado, efetuando também a avaliação do impacto social real do apoio da REN a cada projeto. Ao primeiro classificado é atribuído um valor monetário de trinta mil euros, ao segundo quinze mil euros e ao terceiro cinco mil euros.