menu
 
 

REN

Cadeia de Valor da Rede de Transporte

O Que Fazemos

‹ VOLTAR

Cadeia de Valor da Rede de Transporte


A REN opera a RNT que liga, em muito alta tensão, os produtores aos centros de consumo, sendo a única entidade de transporte de eletricidade em Portugal, cobrindo a totalidade do território continental e com interligações com a rede espanhola, REE - Red Eléctrica de España.

Planeamento

De acordo com a legislação vigente, compete à REN a realização dos estudos de planeamento da evolução da rede de transporte, de modo a coordenar os planos de desenvolvimento da rede com as previsões da produção e do consumo nacionais. Estes estudos são obrigatoriamente remetidos às entidades competentes, para aprovação prévia, sem o que não é possível passar à fase de investimento.


Faz igualmente parte das obrigações legais da REN colaborar na elaboração dos estudos oficiais de segurança de abastecimento elétrico ao país numa perspectiva de médio/longo prazo.

Investimento

O investimento na rede de transporte tem acompanhado o crescimento do consumo nacional. Nos últimos anos, em consequência da integração de elevados níveis de nova geração renovável (fundamentalmente eólica), a maioria da qual no interior do País, houve um reforço da RNT para essas zonas, de forma a transportar mais energia renovável para os centros de consumo.


Na sequência dos acordos estabelecidos entre Portugal e Espanha, no âmbito do desenvolvimento do Mercado Ibérico de Eletricidade, houve um aumento significativo da capacidade de interligação entre os dois países, só possível de alcançar após a conclusão de diversos reforços da rede de transporte nos dois lados da fronteira.

Exploração

A REN tem 8.733 km de linhas em todo o país.

No que respeita às linhas de 400 kV a rede desenvolve-se, basicamente no sentido Norte-Sul junto à costa, desde o centro eletroprodutor de Alto Lindoso, a Norte, até ao Algarve, bem como no sentido Oeste - Leste, estabelecendo interligações com a rede espanhola.

As linhas de 220 kV desenvolvem-se fundamentalmente entre Lisboa e Porto, e, na diagonal, entre Miranda do Douro e Coimbra, bem como ao longo do rio Douro e na Beira Interior.

A rede de muito alta tensão é ainda complementada por um conjunto de linhas de 150 kV, o primeiro nível histórico de tensão da RNT (desde 1951).

Compete à Exploração a tarefa de manter operacionais, de forma eficiente, todos os equipamentos e sistemas.

Gestão de Sistema

A função de Gestor de Sistema deve assegurar de forma ininterrupta os equilíbrios necessários ao adequado desempenho técnico do sistema elétrico a nível nacional. Esta tarefa implica o acompanhamento permanente de uma enorme quantidade de parâmetros (produções, consumos, estado dos equipamentos, indisponibilidades da rede, etc.) de forma a assegurar a correta operação de todo o sistema, em condições de segurança e sempre com as convenientes margens de reserva.

Imprimir