menu
 
 

REN

Gestão do Risco

Conjunto de actividades que contribuem, de forma directa, para a melhoria do desempenho da REN, prevenindo ou mitigando as consequências potencialmente negativas que decorrem dos riscos a que a empresa está exposta e potenciando a identificação de oportunidades.

No desenvolvimento das suas atividades, a REN encontra-se exposta a uma multiplicidade de riscos, passíveis de serem agrupados em diferentes categorias:

1 - Riscos de meio envolvente,

2 - Riscos decorrentes dos processos:

- Operacionais;

- Recursos Humanos;

- Conformidade;

- Financeiros.

3 - Riscos associados à qualidade de informação para a tomada de decisão:

- Processos;

- Reporte;

- Estratégia.

Para assegurar a gestão efetiva dos riscos a que a empresa se encontra sujeita, foi desenvolvido na empresa um processo específico, cuja coordenação e supervisão é assegurada pelo Comité de Gestão do Risco (CGR), criado em Dezembro de 2010, como órgão de caráter consultivo e de apoio ao conselho de administração na modelação e monitorização dos riscos de maior severidade a que a empresa está exposta.

Estes riscos aos quais a REN se encontra exposta podem afetar a empresa em múltiplas dimensões. Após uma análise da envolvente externa e interna realizada, e considerando o apetite pelo risco da empresa, identificaram-se algumas categorias de risco onde a aceitabilidade da ocorrência é menor ou mesmo inaceitável. Para cada uma destas categorias existem limites quantitativos e qualitativos que permitem avaliar, na fase de caracterização de riscos corporativos, o impacte ou severidade dos riscos.

Essas dimensões identificadas pela REN são as seguintes, apresentadas por ordem decrescente de criticidade:

  • Saúde e Segurança: A REN considera que o seu principal ativo são as pessoas, pelo que não considera aceitável a ocorrência de riscos com um nível de severidade elevado para a saúde e segurança dos seus colaboradores bem como dos colaboradores dos seus empreiteiros e prestadores de serviços, obrigando-se a desenvolver ou promover todas as medidas de prevenção ou mitigação desses riscos que estejam ao seu alcance.

  • Conformidade: Considerando a forte regulação e regulamentação a que a REN se encontra sujeita, a ocorrência de riscos que se possam traduzir em não cumprimento das normas e regulamentos vigentes, e na consequente aplicação de sanções, não é considerada aceitável.

  • Ambiente: A REN assume-se como uma empresa ambientalmente responsável, sendo que a sustentabilidade ambiental constitui um dos seus objetivos estratégicos. Como tal, a ocorrência de riscos que possam provocar danos ambientais irreversíveis não é aceitável.

  • Financeira: No desenvolvimento da sua atividade, designadamente na expansão e melhoria das infraestruturas de transporte de eletricidade e gás, a REN depende de uma sólida posição financeira e na capacidade de obtenção de financiamento, pelo que não considera aceitáveis os riscos que possam ter impactes financeiros significativos.

  • Imagem e Reputação: A REN goza atualmente de uma imagem e reputação sólidas nos mercados nacionais e internacionais e tem consciência de que a ocorrência de riscos com impacte negativo a este nível pode implicar, designadamente, perdas financeiras, maior dificuldade em atrair recursos qualificados e perda de posição comercial.

Para mais informações consulte o Relatório Anual.