menu
 
 

REN

Principais Ações 2016

Sustentabilidade

‹ VOLTAR

Principais Ações 2016

As ações desenvolvidas pela REN em 2016 estiveram alinhadas com os três eixos da estratégia de sustentabilidade.

Relativamente ao eixo da promoção do bem-estar interno, o Programa NÓS desenvolveu 29 iniciativas, contando com a participação de 174 colaboradores, no âmbito dos três pilares que o compõem: Equilíbrio, Igualdade e Inclusão.

No eixo do envolvimento e satisfação das partes interessadas, foram várias as ações desenvolvidas ao longo de 2016. Entre outras, destaca-se a terceira edição do Prémio Agir da REN, dedicado ao combate à pobreza e exclusão social, que recebeu 176 candidaturas, o número mais elevado desde a sua criação em 2013.

O projeto Localizar-TE desenvolvido pela secção de Braga da Oikos foi o grande vencedor, sendo também distinguidos o projeto   TLT -Talentos em Livre Trânsito e o projecto Super Babysitters. Em conjunto, estes três projetos beneficiariam diretamente 618 pessoas.

A 21ª edição do Prémio REN, o galardão de cariz científico mais antigo de Portugal, superou em quase o dobro as candidaturas do ano anterior, tendo o armazenamento de eletricidade, a integração das renováveis e a incerteza da produção eólica sido os temas vencedores.

O Programa Share, o programa de voluntariado empresarial da REN, registou um aumento de 12% no número de voluntários, para 104 colaboradores aos quais se somam 43 familiares de colaboradores da REN.

Registou-se ainda um incremento de 24% nas horas de voluntariado relativamente a 2015, para 705 horas de colaboradores e 170 de familiares de colaboradores. Deste programa fazem parte várias iniciativas, como é o caso dos programas de empreendedorismo para jovens da Júnior Achievement Portugal (http://www.japortugal/.org), a limpeza da Tapada de Mafra, ações de recolha para o Banco Alimentar, o apoio às iniciativas de combate ao abandono escolar promovidas pela EPIS - Empresários para a Inclusão Social (http://www.epis.pt/), entre outras.

A REN voltou a promover, em 2016, o apoio a várias instituições.
No âmbito social merece destaque a participação em ações da Comunidade Vida e Paz, a campanha #VamosAjudarOsBombeiros o apoio ao programa de desporto adaptado e ação de qualidade de vida da Associação Salvador (http://www.associacaosalvador.com/) e o projeto social Amigos Sem Fronteiras.
No âmbito da cultura e educação, a REN estabeleceu um protocolo de mecenato com a Fundação Calouste Gulbenkian que permitirá financiar a realização de um estágio por parte de quatro estudantes de doutoramento em Ciências e Tecnologia de Energia da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Moçambique, no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa e renovou a parceria com o Museu Nacional de Arte Antiga, de que a REN é mecenas.
No desporto, o destaque vai para o apoio ao Comité Olímpico e Paralímpico em competições realizadas em 2016 e na preparação dos Jogos Surdolímpicos de Ancara em 2017.

A REN manteve a sua participação no projeto Gestao-Transparente.org, da qual é membro-fundador, e que tem como objetivo unir esforços internacionais para combater a corrupção através do desenvolvimento de iniciativas de ação coletiva e de diálogo político, assim como promover o conhecimento e informação nesta matéria No eixo da proteção do meio ambiente, a REN promoveu 1 ação de reflorestação em Vila Verde que envolveu 100 alunos do 6º e 7º ano de escolas do concelho. No acumulado de 2016, no âmbito das suas ações de reflorestação, a REN plantou um total de 107.353 árvores.

É de referir também o trabalho contínuo no projeto LIFE Elia que tem como objetivo promover e implementar a criação de corredores verdes em áreas florestais atravessadas pela REN.

O programa Heróis de Toda a Espécie (http://www.heroisdetodaaespecie/pt), iniciativa de caráter pedagógico, destinada a crianças do 3º e 4º anos do 1º ciclo do ensino de todo o país, esteve presente em 10 escolas em 2016. 750 alunos de norte a sul do país assistiram a este projeto educativo desenvolvido com o apoio do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas e da Direção-Geral da Educação.

Ainda em 2016, a REN, juntamente com a Fundação para a Ciência e Tecnologia e a Universidade do Porto, manteve o trabalho de investigação da Cátedra em Biodiversidade assente em três pilares: monitorização, minimização e compensação de impactes; ecologia populacional e cidadania na ciência.

Imprimir