menu
 
 

REN

Proteção Contra Fogos Rurais

A gestão de vegetação nas faixas de servidão das redes de transporte de eletricidade e a defesa da floresta contra incêndios

A REN é uma das empresas que mais contribui para a proteção e recuperação da floresta autóctone em Portugal. Como 60% das nossas faixas de servidão estão inseridas em espaços florestais, a instalação e manutenção de linhas elétricas integradas nessas áreas assumem particular relevância, obrigando a um cuidado permanente.

A acumulação de combustíveis, a falta de adaptação das espécies à estação, as alterações climáticas e a monocultura são fatores que incrementam o risco de incêndio. Por isso, a REN desenvolve ações que visam mitigar estas ocorrências e promover a defesa da floresta contra os incêndios.

 

60% das infraestruturas da REN estão inseridas em espaços florestais

 

 


A concretização deste objetivo, assumido na Estratégia de Sustentabilidade da empresa, passa pela manutenção das faixas de servidão e pela implementação de políticas de reflorestação e educação ambiental. Através dos nossos parceiros, passamos mensagens aos proprietários de forma a conduzir a uma mudança de atitudes e de comportamentos de risco, sensibilizando-os para a necessidade de limpeza dos terrenos.

Atualmente, contactamos em media cerca de 20.000 proprietários por ano na atividade de Defesa da Floresta Contra Incêndios. Se dividirmos este número pelos dias do ano, obtemos um valor de 80 proprietários contactados todos os dias úteis.

Com a criação do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios (SNDFCI) foram igualmente criadas Redes de Faixas de Gestão de Combustível tendo as infraestruturas da REN integrado a chamada rede secundária. O DL n.º 124/2006, de 28 de Junho (republicado pelo DL n.º 17/2009, de 14 de Janeiro) impõe à entidade responsável pela exploração das linhas de transporte de eletricidade, que proceda à gestão do combustível, nos espaços florestais previamente definidos nos PMDFCI (Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios).

Para cumprir estas disposições legais, mantemos limpa a chamada faixa de proteção das nossas infraestruturas, que tem no mínimo 45 metros de largura, nas linhas elétricas e 10 metros nos gasodutos. Dentro desta zona, procedemos à gestão do combustível ou seja, à limpeza dos matos e ao abate de árvores necessárias para garantir a segurança da exploração das nossas infraestruturas. Os proprietários dos terrenos são também sensibilizados a não conservar plantações que coloquem em causa as condições de segurança das nossas infraestruturas. Ao manter as faixas limpas prevenimos a ocorrência de incêndios e criamos mais oportunidades de acesso a todos os Agentes de Proteção Civil a estas áreas para facilitar o combate.

Nos espaços florestais a REN procede à gestão do combustível (abate de árvores, limpezas de matos e desramações).

 

 

A REN tem cumprido com todas as suas obrigações na defesa da floresta contra incêndios florestais. Este é um trabalho estratégico de longo prazo, que tem sido elogiado pelas Autoridades Competentes e pelas comunidades em que nos inserimos. Nos últimos anos, os nossos prestadores de serviços trabalharam cerca de 380 mil horas/ano o que representa cerca de 200 pessoas por dia/útil afetas a trabalhos na floresta.

 

 

Do ponto de vista operacional, alcançámos metas importantes e criámos impactos positivos junto das comunidades locais:

  • Nos últimos 4 anos, intervencionámos mais de 20.000 hectares (uma área correspondente a 20.000 campos de futebol).

  • Desde 2010 já plantámos mais de 1 milhão de árvores, numa área superior a 2.000 hectares, substituindo espécies de rápido crescimento, por autóctones, que já desempenham um importante papel na defesa da floresta contra os incêndios.

  • Para a realização destes trabalhas, envolvemos mais de 15 mil proprietários/ano que podem agora tirar rendimentos de terrenos que estavam anteriormente ao abandono, promovendo ainda o aumento da biodiversidade local.

 

A concretização destas metas implica o envolvimento de vários stakeholders. Para além da cooperação com as várias comunidades locais, apoiamos outros agentes empenhados na Defesa da Floresta Contra Incêndios. A REN faz parte do Movimento Eco, um movimento da sociedade civil, com o apoio do Governo, que conta com o envolvimento de várias empresas portuguesas e que tem como objetivo potenciar a prevenção dos incêndios florestais e sensibilizar a opinião pública para os comportamentos de risco.