menu
 
 

REN

Comunicados Comunicados
Comunicados

Media

‹ VOLTAR

Portugal atinge 111 horas sem produção de energia térmica convencional

 

A redução de consumos no período do Natal, associada a elevadas disponibilidades eólicas e hídricas, levaram ao maior período registado até hoje no sistema nacional sem a contribuição de qualquer produção térmica clássica, ascendendo a 111 horas, no período entre os dias 24 e 28 de dezembro.


Neste período o sistema foi abastecido a partir de produção eólica com 47%, hídrica 19%, importação 17%, fotovoltaica com 2% e os restantes 15% de cogeração e biomassa.O anterior período máximo sem térmica convencional tinha ocorrido em abril de 2018, totalizando 88 horas.Este ano, a contribuição do carvão para o abastecimento o consumo de eletricidade foi de 4%, quando habitualmente ultrapassava os 20%.


Para João Conceição, COO da REN, "estes dados revelam a robustez do Sistema Eléctrico Nacional, pois quando é necessário ajustar a diferentes fontes de produção, estas ficam disponíveis, em condições competitivas de mercado, assegurando a segurança e a fiabilidade do abastecimento".