menu
 
 

REN

Comunicados Comunicados
Comunicados

Media

‹ VOLTAR

Produção renovável abastece 56% do consumo em novembro

 

A produção renovável abasteceu 56% do consumo nacional de energia elétrica (incluindo saldo exportador) em novembro, tendo a não renovável sido responsável pelos restantes 44%.

O consumo de gás natural registou um crescimento de 2,3% em novembro, face ao homólogo, com o segmento convencional a recuar 0,1% e o segmento de produção de energia elétrica a crescer 6,7%. No final de novembro, o consumo acumulado anual registou uma variação negativa de 1,4%, com uma quebra de 5,0% no segmento convencional e um crescimento de 5,1% no segmento de produção de energia elétrica.

O consumo de energia elétrica recuou 5,1% em novembro, ou 3,8%, com correção dos efeitos de temperatura e número de dias úteis, face ao período homólogo. Já  no acumulado do ano, a evolução é negativa em 3,5%, ou 3,9% com correção de temperatura e dias úteis.

Em novembro, o índice de produtibilidade hidroelétrica ficou perto do regime médio registando 0,96 (média histórica igual a 1). Na produção eólica as condições foram menos favoráveis com o índice respetivo a registar 0,88 (média histórica igual a 1). A produção renovável abasteceu 56% do consumo (incluindo saldo exportador) e a não renovável os restantes 44%. O saldo de trocas com o estrangeiro, exportador, foi o mais elevado deste ano equivalendo a 17% do consumo nacional.

No período de janeiro a novembro, o índice de produtibilidade hidroelétrica anual situou-se em 0,97 (média histórica igual a 1) e o de produtibilidade eólica em 0,92 (média histórica igual a 1). Neste período, a produção renovável abasteceu 57% do consumo, repartida pela hidroelétrica e eólica, ambas com 24%, biomassa com 7% e fotovoltaica com cerca de 3%. A produção não renovável abasteceu 40% do consumo, fundamentalmente com gás natural, representando o carvão cerca de 4% do consumo. O saldo de trocas com o estrangeiro abasteceu os restantes 3% do consumo nacional.